3
Oct 2017

Sete benefícios do esporte para mente e corpo das crianças

A prática de exercícios faz toda a diferença para o bem estar físico e emocional infantil. Com que frequência seu filho pratica esportes ? O treinamento fora da escola pode fazer muito mais por ele do que você imagina. É preciso deixar de lado o videogame, o tablet ou a TV por algumas horas para se exercitar. Isso traz muitos ganhos ao corpo, como, redução de risco de obesidade e diabetes, além de fortalecer os ossos, músculos e órgãos. Crianças mais ativas recebem uma dose extra de proteção contra distúrbios da mente, como, depressão e ansiedade e exercícios ajudam no desenvolvimento de habilidades, como coordenação motora e equilíbrio (em todos os sentidos). O prêmio será uma criança forte, alegre, disposta e com grandes chances de se tornar um adulto saudável. Porém eles precisam gostar das atividades que praticam, pois quando o exercício é tedioso o risco de desanimar é maior. Dessa maneira, quanto mais lúdico e animador for o exercício, melhor. Veja sete benefícios que farão seu filho se animar:

Coração
A prática regular de atividades físicas provocam adaptações ao corpo que são favoráveis à circulação sanguínea e fortalece o músculo cardíaco. Como sugestão, os educadores físicos recomendam atividades aeróbicas. Para as crianças, o melhor são os jogos conhecidos como piques, que envolvem corrida e trabalham a motricidade, agilidade e equilíbrio. Além disso, ajuda a prevenir doenças cardiovasculares, uma vez que faz subir as taxas do HDL, o bom colesterol.

Pulmão  
Os exercícios aquáticos são recomendados para todas as crianças, principalmente para as que sofrem com problemas respiratórios. A indicação dos educadores é a natação, para quem tem asma aumenta a capacidade pulmonar e fortalece o diafragma, músculo envolvido na respiração. Essa é uma das primeiras opções para as crianças pequenas, até bebês podem fazer aulas para ambientá-los à piscina. Porém o esporte é contraindicado em caso de algumas patologias, por isso, não deixe de pedir autorização do pediatra.

Ossos
Atividade física na infância é muito vantajoso para os ossos. Além de auxiliar na fixação do cálcio, favorece o desenvolvimento ósseo na fase de crescimento.  O ortopedista e médico do esporte de São Paulo, afirma que meninas, principalmente, são as mais beneficiadas porque se reduz o risco de ter osteoporose na menopausa. Por isso, uma boa ideia é praticar exercícios em ambientes externos e ensolarados para auxiliar a fixação da vitamina D nos ossos, porém, sempre no início da manhã ou final da tarde para evitar a radiação solar nociva. A única contraindicação é para os movimentos de grande intensidade ou alto impacto, pois podem prejudicar o desenvolvimento ósseo das crianças.

Músculos
A atividade regular fortalece os músculos, que são ganhos essenciais para que as articulações funcionem bem e a criança adquira uma postura adequada. Não é comum a musculação em aparelhos, porém não é proibida. Contudo, para não correr o risco de lesão é necessário procurar uma academia especializada e que possua programas de treinamento infantil. Além disso, fique de olho se o orientador insere exercícios de aquecimento antes da atividade. Segundo especialistas, o levantamento de peso é proibido na infância. O ideal é consultar um médico pediatra ou do esporte antes de começar a praticar.

Imunidade
Resistência a infecções é outro benefício da prática de exercícios físicos. De acordo com especialistas, pessoas com mais saúde e vigor se recuperam mais rapidamente. Porém há que se tomar cuidado, pois os exercícios não podem ser muito intensos e deve haver, pelo menos, um dia de descanso na semana. Atenção! Atividade física não cura doença em andamento. Durante um resfriado, os exercícios devem ser suspensos e a criança precisa se manter em repouso.

Metabolismo
Os maiores benefícios proporcionados pela atividade física às crianças são o controle de peso e, consequentemente, a diminuição do risco de desenvolver diabetes tipo II. Muitas vezes, a obesidade infantil é o motivo pelo qual os pais resolvem buscar alguma prática esportiva para o filho. Isso ocorre porque se a criança passa muito tempo dentro de casa, acumula mais calorias do que gasta. Considerando também que as crianças abusam mais de alimentos pobres em nutrientes, é preciso incentivá-los a gastar energia. Porém, antes de decidir a modalidade a esportiva, deve-se fazer uma avaliação com o pediatra ou consultar um especialista.

Mente
As atividades físicas são muito benéficas no âmbito emocional. Segundo especialistas, diminui a ansiedade, melhora a atenção, o sono e controla a agressividade. Com relação à depressão infantil, a prática esportiva pode minimizar os males com a produção de endorfinas pelo cérebro, provendo bem estar. Além da disciplina, raciocínio e sociabilidade que também são proveitos gerados com os exercícios. 

 
 



Fonte: Instituto MRV
Compartilhe