6
Nov 2018

Dicas infalíveis para seu filho te obedecer

Que pai ou mãe nunca passou por aqueles momentos em que é preciso pedir para o filho ir tomar banho, jantar ou arrumar os brinquedos e eles parecem "fingir não ouvir", forçando-o a repetir o pedido? Pois é.
 
Além de ser uma experiência muito comum, os pais devem entender um detalhe que faz toda a diferença nessas horas: meninos e meninas raciocinam e agem de forma distintas, e não é por querer. É que meninas conseguem mais facilmente fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo (como, por exemplo, brincar e escutar o que seus pais estão dizendo), enquanto meninos costumam ter um único foco, ou seja, prestam atenção em uma coisa de cada vez.
 
Conheça dicas ótimas para enfrentar a "desobediência" masculina:
 
1) Chame a atenção pelo toque
 
Pensando no que acabamos de falar, se seu filho está assistindo à TV e você precisa chama-lo para almoçar ou jantar, ao invés de gritar a ordem, experimente fazer cócegas nele enquanto fala! Assim, ele se "desconecta" da ação do momento – a TV – e tem a chance de processar seu pedido. Pode ter certeza que seu menino não está necessariamente te ignorando de propósito quando você o chama. ;)
 
2) Seja conciso (a)

Outra diferença em relação ao comportamento das meninas, é que os garoto demoram mais pra raciocinar com suas palavras e têm dificuldade de expressar sentimentos por meio do vocabulário, assim como levam mais tempo para perceber situações (se ela foi difícil de enfrentar, se algo deu certo ou errado etc.). Não é que eles não queiram falar! Por isso, além de saber respeitar seu tempo, para facilitar o entendimento, prefira usar poucas palavras ao requerer obediência. Vamos a um exemplo: se quiser que seu filho calce os tênis, ao invés de usar frases longas, simplesmente diga "Tiago... tênis... pé" (direto ao ponto, mas sempre de forma carinhosa).

 3) Linguagem corporal

Meninos também percebem a linguagem de uma forma diferente das meninas. Enfatize um pedido usando movimentos que o ilustrem e os ajudem a entender o que precisam fazer, evitando repetir a mesma coisa mais de uma vez. Se quer que ele sente na cadeira, coloque-o sentado (sem esquecer o carinho), por exemplo.



Fonte: Instituto MRV
Compartilhe