31
Jan 2019

Mirante digital: de olho no futuro profissional dos jovens

Para falarmos do Mirante Digital, é preciso voltar um pouquinho no tempo. Mais precisamente em 2012, quando o Mirante Cultural começou uma trajetória de ensinar música para crianças da Vila Mirante. Primeiro, começaram com aulas de rap e composição, em que as produções contavam com textos dos próprios alunos.

Depois, em 2014, as propostas de ensino foram ampliadas com cursos de formação cultural. Do rap, as aulas se expandiram para turmas de violão. No ano seguinte, por meio de aulas de Arte e Grafitti, a organização levou os alunos a promover intervenções e revitalização em espaços públicos do bairro.

Assim, o Mirante Cultural cresceu e pôde atender dezenas de crianças e adolescentes por semana, em diversos projetos. Um deles foi o Mirante Digital, aprovado no Programa Educar para Transformar – 4ª Chamada Pública de Projetos. Sua principal motivação foi a necessidade de democratização do acesso da educação profissionalizante, que normalmente se concentra em espaços acadêmicos e pagos, não acessíveis aos jovens da periferia de Pirituba – público-alvo do projeto.

O Mirante Digital ofereceu o curso de marketing digital com conteúdo teórico, além de preparar os alunos para as suas primeiras experiências profissionais. Além disso, o projeto proporcionou vivências culturais e artísticas, a partir da interação dos alunos com o público do Mirante Cultural. Ao todo, foram 80 pessoas beneficiadas diretamente, 3 escolas públicas parceiras e 7 parcerias com empresas do mercado de marketing digital.

O Mirante Cultural acreditou na transformação da periferia através de ações como essa, investindo em projetos educacionais voltados para a cultura digital, em consonância com uma perspectiva sustentável da vida.

Assista ao vídeo sobre o projeto: https://youtu.be/uEsVou44_Dg

 

 




Fonte: Instituto MRV
Compartilhe