28
Feb 2019

O que as crianças aprendem com as amizades

Para desenvolver habilidades como respeitar o outro, saber que ele pensa diferente e tem vontades diferentes requer a criação de vínculos de amizade presenciais desde a infância. Por isso, é essencial estimular seu filho a passar o tempo com os amigos nesse período, segundo a consultora em desenvolvimento infantil Teresa Ruas.

O estímulo dessas habilidades propicia o desenvolvimento saudável, em que a criança, ao brincar, tem a oportunidade única de aprender a ser humano. Isso significa saber partilhar, se comunicar, negociar, ter autonomia e empatia para se relacionar com seus semelhantes ou desiguais. Ela passa a questionar mais a si mesma e o que está ao seu redor, fortalecendo o senso crítico e a fundação da sua própria identidade.

FILHO SOLITÁRIO? TUDO BEM

Se vir seu filho quietinho e solitário brincando com as coisas dele, não precisa ficar preocupado também. Ficar sozinho e estar entre amigos são igualmente importantes para o desenvolvimento da criança! A chave é o equilíbrio. Portanto, relaxe, que cada situação explora uma experiência diferente.

DE NADA ADIANTA SE VOCÊ NÃO FOR EXEMPLO

O convívio social dos pais é modelo para seu filho. É importante que ele veja que seus responsáveis tenham amigos para que possam e queiram criar seus próprios laços de amizade. Interessante, né?

Então, saiba dosar: de nada adianta ficar focado em estimular que seu filho tenha muitos amigos e esquecer que você também tem os seus. Se a mãe ou o pai tem uma turma animada, certamente os pequenos vão querer (e buscar) uma turminha tão bacana quanto para seu círculo de amizades.



Fonte: Instituto MRV
Compartilhe